4 dicas para quem deseja se tornar um investidor em ações

Investir em ações é, sem dúvidas, uma das técnicas mais eficazes para quem deseja um futuro promissor. E mesmo que haja alguns riscos, se a pessoa souber por que caminhos seguem para não errar, os resultados podem ser significativos.

Então, se essa é a sua meta, listamos aqui algumas dicas ótimas para você se tornar um investidor de ações. Confira!

1 – Confira a rentabilidade dos dividendos

O diferencial para atrair e manter investidores de algumas ações de empresas mais estáveis, que não possuem muita variação em seu preço de compra e venda é o pagamento de dividendos.

Dividendos são, basicamente, partes do lucro de uma empresa distribuídos entre os seus acionistas. Algumas empresas pagam dividendos por mês, outras o liberam uma vez por trimestre, a cada seis meses ou uma vez por ano.

As ações que pagam bons dividendos são as favoritas dos investidores conservadores, pois os mesmos não precisam se preocupar com as variações no preço e passam a ter uma renda passiva, ou seja, um dinheiro que entra na sua conta sem que você precise fazer muito por isso.

A lógica para investir em dividendos é diferente das ações. A carteira de investimentos em dividendos visa muito longo prazo, porque você vai buscar ganhar com o lucro que a empresa distribui e não com a valorização do preço da ação. Por isso, o ideal é escolher empresas sólidas e manter o investimento por bastante tempo. As melhores pagadoras de dividendos são as companhias que apresentam lucros previsíveis e consistentes e mais previsíveis.

2 – Veja o potencial de crescimento do valor da ação

São muitas as opções para investir: ações oibr4, ações taee11, ações elet3… Mas para que você descubra o potencial de crescimento de uma ação e saiba o momento certo de comprar e vender, é preciso entender como fazer a análise de ações e esse é um ponto crucial para se tornar um investidor com ações. Existem dois métodos principais de análise, sendo eles:

  • Análise Fundamentalista

Esse método avalia se a empresa é realmente boa no seu ramo de atuação e se apresenta condições para continuar crescendo e se mantendo sólida. Ele é usado para identificar oportunidades de longo prazo e avaliar as empresas através da gestão, perspectivas de crescimento e lucro e observação de sua saúde financeira.

  • Análise Técnica de Ações

Esta técnica é usada para oportunidades de curto e médio prazo. Seu objetivo está em perceber, de maneira ágil, quais serão os melhores caminhos para seguir nos próximos minutos, horas, dias, semanas ou meses. Ela identifica padrões de comportamento e se baseia essencialmente na lei de oferta, prestando atenção em pontos como: qual a tendência principal da ação, onde as ações tendem a parar de cair e voltar a subir e patamares de preço onde a ação geralmente oscila. 

3 – Não aplique todo seu dinheiro

Querendo ou não, ações são investimentos que possuem riscos. Por isso, reserve para esse tipo de investimento um percentual de dinheiro que é possível ser perdido e não fará falta.

Sua reserva de segurança para situações de emergências não deve estar em ações, menos ainda todo o seu dinheiro.

4 – Corretora, contas e rendimentos mensais

Um passo importante de como se tornar um investidor e ações é abrir uma conta em uma corretora. Mas ao fazer isso, é preciso estar atento na escolha, pois os custos principais do investimento em ações são a taxa de custódia, as taxas de corretagem, taxa de emolumentos e imposto de renda. 

Entre as diversas vantagens de investir em ações, vale ressaltar que você não precisa de muito dinheiro para começar a investir, não existe um período de carência para resgatar o dinheiro aplicado e existe uma grande variedade de ações que atuam de maneira distinta, isso significa que existem oportunidades de investimentos com bons potenciais de retorno tanto a curto quanto a longo prazo. Basta escolher a melhor opção para você.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *